CORDEL PARAÍBA


Publicamos neste espaço/Do poeta renomado/Ao escritor não famoso,

Do doutor ao não letrado./Verso seja rico ou pobre,/Aqui todo mundo é nobre/E seu respeito é sagrado.

Cordelista iniciante/Não fique desanimado/Caso tenha seu poema/Por algum deus desdenhado./Todo e qualquer aprendiz/Tem o direito motriz/De compor verso quebrado.

Bem-vindos, peguem carona/Na cadência do cordel,/Cujo dono conhecemos:/Não é nenhum coronel./O cordel pertence ao povo

/Do velho a sair no novo/Saboreiam deste mel.
(Manoel Belizario)

segunda-feira, 4 de abril de 2011

O HOMEM QUE SE CASOU COM UMA ÉGUA

Por Varneci Nascimento em  fotolog.terra.com.br/varnecicordel:265


Este é o mais recente título lançado pela editora Luzeiro, de autoria do poeta baiano Zeca Pereira. Seu primeiro intitula-se A CONFISSÃO DE UM DROGADO lançado em 2009. O poeta tem levado o cordel a Barreiras e região, além de Brasília e Goiás. Somos muito gratos ao Zeca pelo excelente trabalho que ele tem feito de divulgação de nossa por essas bandas.
Veja as primeiras estrofes do cordel:

Poeta que é poeta,
Sempre escreve, não da trégua.
Certo dia eu caminhei
Até mais de uma légua
Pra conversar com um homem
Que casou-se com a égua.

Quando ouvi a sua história,
Eu achei ser brincadeira.
Só que alguém me jurou
Dizendo ser verdadeira.
Aí, procurei saber
Da história por inteira.

Procurei informação,
Descobri onde morava.
Era mesmo ali por perto,
Muito mais do que eu pensava.
Então, fui a sua casa
Ver se tudo confirmava.

Quer conhecer o resto da história? Compre o cordel.
Contato com o autor:
zecapereiraanjos@hotmail.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário