CORDEL PARAÍBA


Publicamos neste espaço/Do poeta renomado/Ao escritor não famoso,

Do doutor ao não letrado./Verso seja rico ou pobre,/Aqui todo mundo é nobre/E seu respeito é sagrado.

Cordelista iniciante/Não fique desanimado/Caso tenha seu poema/Por algum deus desdenhado./Todo e qualquer aprendiz/Tem o direito motriz/De compor verso quebrado.

Bem-vindos, peguem carona/Na cadência do cordel,/Cujo dono conhecemos:/Não é nenhum coronel./O cordel pertence ao povo

/Do velho a sair no novo/Saboreiam deste mel.
(Manoel Belizario)

quinta-feira, 17 de março de 2011

TÁ CHEGANDO O DIA: FEIRA DE LITERATURA DE CORDEL VAI REUNIR DIVERSOS POETAS EM SERRA TALHADA

          Dia 25/03 no Museu do Cangaço poetas de todas as idades e de todos os cantos do Nordeste mantém viva a tradição com suas publicações que fascinam as pessoas das mais diversas gerações.

           Os versos não mais estão apenas nas feiras, é comum encontrarmos dentro das universidades, na rede mundial de computadores, nas pequenas vilas e grandes metrópoles.

           A I FEIRA DE LITERATURA DE CORDEL DO SERTÃO é pra juntar esse pessoal e fazer um brinde a nossa identidade cultural.

Confira a programação

16h00min – Palestra – Cordel e Identidade Cultural: Aspectos históricos, econômicos, sociais e simbólicos da literatura popular
escrita no Nordeste brasileiro, com Adriano Marcena.

19h30min – Apresentação do Grupo de Xaxado Cabras de Lampião

20h00min: Recital com os poetas:
Chico Pedrosa
Dedé Monteiro (Lançando seu livro – MEU QUARTO BAÚ DE RIMAS)
Gonga Monteiro (Lançando seu livro – VIDA E VERSO)
Mariana Teles
Kerlle Magalhães
Felipe Júnior
Caio Menezes
Dudu Morais
Dulce Lima
Genildo Santana
Adeval Soares
Neide Nascimento
Paulo Moura
Gilberto Mariano
Rui Grude
Damião Enésio e Zé Pereira

Fonte: Blog do Murilo: calumbiemcontrucao.blogspot.com

Imagem:blogsestadao.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário