CORDEL PARAÍBA


Publicamos neste espaço/Do poeta renomado/Ao escritor não famoso,

Do doutor ao não letrado./Verso seja rico ou pobre,/Aqui todo mundo é nobre/E seu respeito é sagrado.

Cordelista iniciante/Não fique desanimado/Caso tenha seu poema/Por algum deus desdenhado./Todo e qualquer aprendiz/Tem o direito motriz/De compor verso quebrado.

Bem-vindos, peguem carona/Na cadência do cordel,/Cujo dono conhecemos:/Não é nenhum coronel./O cordel pertence ao povo

/Do velho a sair no novo/Saboreiam deste mel.
(Manoel Belizario)

quarta-feira, 23 de março de 2011

Novos títulos enriquecem o catálogo da Editora Luzeiro

           Quatro novos títulos enriquecem ainda mais o catálago da Editora Luzeiro:
          - O Coronel Avarento ou O Homem que a Terra Recusou é uma história de exemplo que marca a estreia do contista Josué Gonçalves de Araújo. A capa é de Tony Fernandes.
           - Os Últimos Dias de Pompeia é uma adaptação espetacular do grande romance de Bulwer Lytton para o cordel, feita pelo poeta Evaristo Geraldo, um dos grandes autores da moderna literatura de cordel. A capa é do mestre Jô Oliveira.
          - A Moça que Mais Sofreu na Paraíba do Norte é um clássico do veterano poeta potiguar Antônio Américo de Medeiros, que traz na capa uma bela ilustração do também poeta Arievaldo Viana.
          - Satanás se Confessando Numa Santa Missão é mais uma história que envolve um personagem marcante no cordel, o Tinhoso, com predominância do tom humorístico. O autor é o cordelista e radialista sergipano Luiz Alves da Silva, o Gauchinho.
          Para adquirir estes e outros grandes títulos, entre em contato com a Luzeiro.
Fone: (11) 5585 1800
E-mail: vendas@editoraluzeiro.com.br

Fonte: fotolog.terra.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário