CORDEL PARAÍBA


Publicamos neste espaço/Do poeta renomado/Ao escritor não famoso,

Do doutor ao não letrado./Verso seja rico ou pobre,/Aqui todo mundo é nobre/E seu respeito é sagrado.

Cordelista iniciante/Não fique desanimado/Caso tenha seu poema/Por algum deus desdenhado./Todo e qualquer aprendiz/Tem o direito motriz/De compor verso quebrado.

Bem-vindos, peguem carona/Na cadência do cordel,/Cujo dono conhecemos:/Não é nenhum coronel./O cordel pertence ao povo

/Do velho a sair no novo/Saboreiam deste mel.
(Manoel Belizario)

quarta-feira, 16 de março de 2011

Cordel é tema de encontro no Museu de Folclore

          

           A Academia Brasileira de Literatura de Cordel (ABLC) realiza o II Encontro com Poetas Populares e Rodas de Cantoria nos dias 17 e 18 de março, no auditório do Museu de Folclore Edison Carneiro. A inciativa é promovida em parceria com o Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular (CNFCP), unidade especial do Iphan, com o patrocínio da Secretaria de Estado de Cultura do Rio de Janeiro.
Constam da programação oficinas, mesas redondas e rodas de cantoria. Após o encontro o poeta Manoel Monteiro, eleito cordelista do ano de 2010, será homenageado em sessão plenária no dia 19 de março, às 16 horas, na sede da ABLC, no bairro de Santa Teresa.
Notícias do Encontro estão disponíveis no blog http://encontrocompoetas.blogspot.com.

Programação:
quinta-feira, 17 de março
14h30 - Oficina O cordel, suas manhas e mumunhas, com Sepalo Campelo
16h - Literatura de cordel: o tempo é hoje! Como a literatura de cordel evoluiu e permanece viva como gênero literário e fragmento da cultura popular transitando entre o simbólico e a resignificação dos códigos. Com Gonçalo Ferreira da Silva, Manoel Monteiro e Maria do Rosário de Fátima Pinto
18h30 - Roda de cantoria, com Mestre Azulão
sexta-feira, 18 de março
14h30 - Oficina A literatura de cordel, evolução e firmamento, com Mestre Campinense
16h - Literatura de cordel, desafio e pelejas: o cordel na contemporaneidade. Como a literatura de cordel se apropriou das novas formas de comunicação e fez material para a divulgação de seu conteúdo e instrumento para o processo identitário nacional. Com
Dalinha Catunda, João Batista Mello e Ivamberto Albuquerque
18h30 - Roda de cantoria, com Sergival e Chico Salles
sábado, 19 de março
16h - Sessão plenária na sede da ABLC (Rua Leopoldo Froes, 37, Santa Teresa, Rio de Janeiro). Homenagem ao poeta Manoel Monteiro, eleito o cordelista do ano de 2010
II Encontro com Poetas Populares e Rodas de Cantoria
17 e 18 de março de 2011, a partir das 14h30
Auditório do Museu de Folclore Edison Carneiro
Rua do Catete, 179 (metrô Catete), Rio de Janeiro, RJ
Mais informações
Setor de Difusão Cultural -- CNFCP
21-2285-0441 / 0891, ramais 204 e 206
difusao.folclore@iphan.gov.br
www.cnfcp.gov.br

Fonte:www.revistamuseu.com.br

Imagem: fundacaocultural.ba.gov.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário