CORDEL PARAÍBA


Publicamos neste espaço/Do poeta renomado/Ao escritor não famoso,

Do doutor ao não letrado./Verso seja rico ou pobre,/Aqui todo mundo é nobre/E seu respeito é sagrado.

Cordelista iniciante/Não fique desanimado/Caso tenha seu poema/Por algum deus desdenhado./Todo e qualquer aprendiz/Tem o direito motriz/De compor verso quebrado.

Bem-vindos, peguem carona/Na cadência do cordel,/Cujo dono conhecemos:/Não é nenhum coronel./O cordel pertence ao povo

/Do velho a sair no novo/Saboreiam deste mel.
(Manoel Belizario)

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Palestra sobre Literatura de Cordel – João Pessoa PB

Reproduzido de www.colegiogeo.com.br

site2

Ocorreu no auditório do Colégio GEO Tambaú, uma Palestra sobre Literatura de Cordel, organizada pela professora de português Alessandra Duarte, com a presença da professora de matemática e cordealista Luiza Bandeira, que ministrou a palestra sobre o assunto.

A palestra foi de grande importância e riqueza de conteúdo para quem assistia a ela. Com uma didática descontraída e bem elaborada, o encontro proporcionou aos alunos do 6° ano o conhecimento e a vivência da nossa cultura.

No término da palestra, as professoras organizaram uma gincana onde os alunos participaram respondendo perguntas relacionadas a este tipo de estilo literário.

A professora Alessandra organizou algumas atividades para enfatizar a literatura de cordel: aulas expositivas e leituras

Para finalizar estas atividades, os alunos praticarão o que aprenderam, com a preparação de exemplares de cordéis, mostrando que cultura também se aprende em sala de aula.

Nenhum comentário:

Postar um comentário