CORDEL PARAÍBA


Publicamos neste espaço/Do poeta renomado/Ao escritor não famoso,

Do doutor ao não letrado./Verso seja rico ou pobre,/Aqui todo mundo é nobre/E seu respeito é sagrado.

Cordelista iniciante/Não fique desanimado/Caso tenha seu poema/Por algum deus desdenhado./Todo e qualquer aprendiz/Tem o direito motriz/De compor verso quebrado.

Bem-vindos, peguem carona/Na cadência do cordel,/Cujo dono conhecemos:/Não é nenhum coronel./O cordel pertence ao povo

/Do velho a sair no novo/Saboreiam deste mel.
(Manoel Belizario)

terça-feira, 8 de fevereiro de 2011

Serra Talhada recebe I Feira de Literatura de Cordel do Sertão

          No mês de março a cidade de Serra Talhada vai sediar a “I Feira de Literatura de Cordel do Sertão”, que reunirá diversos poetas do Sertão do Pajeú na terra de Lampião. O evento realizado pela Fundação Cabras de Lampião, será engrandecido com as presenças dos poetas Dedé Monteiro, Edgar Muniz, Caio Menezes, Felipe Júnior, Dudu Morais, Dulce Lima, Genildo Santana, Adeval Soares, Neide Nascimento, Paulo Moura, Gilberto Mariano, Rui Grudi, Damião Enésio e Zé Pereira.

          O Sertão do Pajeú é conhecido em Pernambuco como a região que possui maior concentração de poetas e escritores por municípios. Serra Talhada, Tabira, Triunfo e São José do Egito são exemplos de cidades com forte identificação cultural. Só para se ter uma idéia da influência da poesia no Sertão do Pajeú, o lema do município de São José do Egito é “Berço imortal da poesia”. Importantes jornalistas também saíram da região. Magno Martins é de Afogados da Ingazeira e Inaldo Sampaio nasceu em São José do Egito.

Da redação do blog de Alvinho Patriota por Chico Gomes

Imagem

Nenhum comentário:

Postar um comentário