CORDEL PARAÍBA


Publicamos neste espaço/Do poeta renomado/Ao escritor não famoso,

Do doutor ao não letrado./Verso seja rico ou pobre,/Aqui todo mundo é nobre/E seu respeito é sagrado.

Cordelista iniciante/Não fique desanimado/Caso tenha seu poema/Por algum deus desdenhado./Todo e qualquer aprendiz/Tem o direito motriz/De compor verso quebrado.

Bem-vindos, peguem carona/Na cadência do cordel,/Cujo dono conhecemos:/Não é nenhum coronel./O cordel pertence ao povo

/Do velho a sair no novo/Saboreiam deste mel.
(Manoel Belizario)

terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

Literatura de cordel será trabalhada nas escolas municipais de Monteiro

Publicado em 13/01/2011, às 11h12

          Na cidade que encanta em prosa e verso, berço de grandes nomes da poesia, da literatura e da música, os segredos das técnicas de métrica e de rima serão desenvolvidos nos bancos escolares da rede municipal de educação.
          A secretária de educação do município de Monteiro, Ana Lima Feliciano, confirmou que está sendo elaborado um projeto pedagógico para que a poesia popular através da literatura de cordel seja trabalhada no currículo escolar, como forma de possibilitar aos alunos a oportunidade de conhecer e preservar os valores culturais da região.
          A primeira atividade, preparatória para um projeto mais audacioso, estará acontecendo no período de 21 a 25 de fevereiro, quando será realizada uma Oficina de Literatura de Cordel ministrada por Abdias Campos, numa parceria entre a Funarte e a Prefeitura de Monteiro. A oficina terá 30 horas de trabalho e dela deverão participar professores, poetas e agentes culturais. Os trabalhos realizados durante a oficina serão expostos no festival de violeiros que acontecerá na noite do dia 25 de fevereiro (sexta-feira) com a presença de grandes nomes da poesia popular nordestina.
          A secretária Ana Lima confirmou que o projeto pedagógico da literatura de cordel nas escolas municipais de Monteiro deverá ser referência no campo da pedagogia.

Redação iParaíba com Ascom

Nenhum comentário:

Postar um comentário