CORDEL PARAÍBA


Publicamos neste espaço/Do poeta renomado/Ao escritor não famoso,

Do doutor ao não letrado./Verso seja rico ou pobre,/Aqui todo mundo é nobre/E seu respeito é sagrado.

Cordelista iniciante/Não fique desanimado/Caso tenha seu poema/Por algum deus desdenhado./Todo e qualquer aprendiz/Tem o direito motriz/De compor verso quebrado.

Bem-vindos, peguem carona/Na cadência do cordel,/Cujo dono conhecemos:/Não é nenhum coronel./O cordel pertence ao povo

/Do velho a sair no novo/Saboreiam deste mel.
(Manoel Belizario)

domingo, 5 de maio de 2013

LITERATURA DE CORDEL INSPIRA NOVO FILME DE CARIRY


Literatura de cordel inspira novo filme de Cariry
Chico Diaz, Cariry e Silvia Buarque. © Claudio Lima
Para contar a história de Lampião, o cineasta cearense Rosemberg Cariry se inspirou em dois cordéis sobre o rei do cangaço, que trata da sua chegada no céu e no inferno, para realizar seu 12º longa-metragem, “Os Pobres Diabos”.
No elenco, estão Chico Diaz, Silvia Buarque e Gero Camilo, que relatam a história através de uma trupe de circo. O longa de Cariry, com tons de comédia, está em finalização e contou com a ajuda de seus dois filhos, Bárbara Cariry, na produção, e Petrus Cariry, na fotografia.
Além de “Os Pobres Diabos”, Cariry finaliza também outro longa, “Folia de Reis”, filmado em 2012.

Nenhum comentário:

Postar um comentário