CORDEL PARAÍBA


Publicamos neste espaço/Do poeta renomado/Ao escritor não famoso,

Do doutor ao não letrado./Verso seja rico ou pobre,/Aqui todo mundo é nobre/E seu respeito é sagrado.

Cordelista iniciante/Não fique desanimado/Caso tenha seu poema/Por algum deus desdenhado./Todo e qualquer aprendiz/Tem o direito motriz/De compor verso quebrado.

Bem-vindos, peguem carona/Na cadência do cordel,/Cujo dono conhecemos:/Não é nenhum coronel./O cordel pertence ao povo

/Do velho a sair no novo/Saboreiam deste mel.
(Manoel Belizario)

segunda-feira, 13 de maio de 2013

João Rodrigues dá Oficina de Cordel a Professores de Reriutaba - CE


No último dia 30 de abril, terça-feira, o Cordel avançou mais um passo em Reriutaba.
A convite da Coordenadora de Língua Portuguesa do Ensino Fundamental II das Escolas Municipais de Reriutaba, Janielle Furtado, João Rodrigues deu uma Oficina de Cordel aos Professores deste segmento.
Apesar da forte chuva que caiu a partir do meio-dia de terça-feira, quase 20 professores compareceram.
A sala estava decorada com cordéis pendurados, cartazes, mesa coberta com chita e mais cordéis e outros livros referente ao assunto estavam sobre uma faixa de chita no chão.
A Oficina foi dividida em duas etapas: na primeira, a parte teórica do Cordel; na segunda, veio a parte prática, quando os professores, divididos em grupos, produziram suas estrofes e declamaram, para o deleite dos participantes. Músicas e vídeos também foram inseridas na Oficina.
De lá, os professores saíram entendendo as principais regras do Cordel: rima, métrica e oração. Tiveram também várias dicas de como trabalhar o Cordel em sala de aula -  a principal razão da Oficina.
No final, João Rodrigues mostrou como montar um folheto de 8 páginas no Word, para que os professores montem, com os alunos, seus próprios cordéis em sala de aula.
A Oficina começou às 13:45h e terminou às 17:00h.




Fonte: Blog do Riacho

Nenhum comentário:

Postar um comentário