CORDEL PARAÍBA


Publicamos neste espaço/Do poeta renomado/Ao escritor não famoso,

Do doutor ao não letrado./Verso seja rico ou pobre,/Aqui todo mundo é nobre/E seu respeito é sagrado.

Cordelista iniciante/Não fique desanimado/Caso tenha seu poema/Por algum deus desdenhado./Todo e qualquer aprendiz/Tem o direito motriz/De compor verso quebrado.

Bem-vindos, peguem carona/Na cadência do cordel,/Cujo dono conhecemos:/Não é nenhum coronel./O cordel pertence ao povo

/Do velho a sair no novo/Saboreiam deste mel.
(Manoel Belizario)

quarta-feira, 15 de maio de 2013

Alunos de escolas municipais participam de Curso de Literatura de Cordel - Teresina



Alunos do curso de cordel. Curso acontece até o dia 17 de maio.
Os alunos da Escola Municipal Elias Ximenes do Prado Júnior participam do Curso de Literatura de Cordel promovido pelo SESC, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação (Semec).
O curso teve início na última segunda-feira (06) e segue até o dia 17, contemplando 35 alunos do 5º ano da escola. As aulas são realizadas na sala de leitura. ‘Redescobrindo o Cordel’ é o tema abordado pelo jornalista e poeta Pedro Mendes Ribeiro, ministrante das aulas, que permite aos alunos entrarem em contato com a cultura popular de forma criativa, estimulando-os a refletir sobre a linguagem oral e escrita e despertando neles o gosto e o prazer pela leitura e escrita.
Pedro Ribeiro conta que o curso de Cordel, além de preparar os alunos para a vida, é uma excelente oportunidade para que as crianças entrem em contato com um estilo literário bem diferente. “Trabalhamos a construção de rimas perfeitas, que fazem com a criança aguce o raciocínio e a torna mais apta a construir frases coesas e versos bem elaborados”, explica.
No decorrer das aulas, os alunos irão conhecer mais sobre o cordel e escrever versos, criando intimidade com sílaba tônica, separação silábica, construção de rimas e formação de pequenos versos.
Para a aluna Maria Clara da Silva, que demonstra grande atenção e concentração ao participar do curso, essa é uma oportunidade única, que ajuda a conhecer em cada aluno o lado poético e o seu lado de escritor, “Acho que vamos todos sair daqui poetas”, destaca Maria Clara.
Durante o período do curso, os professores também terão momentos com o ministrante para discutirem neurolinguística. Os docentes estão satisfeitos com o desenvolvimento do aprendizado dos alunos que passaram a frequentar o curso. “Acho que os alunos aprendem a ser mais criativos, espontâneos e, de forma simples, entram em contato com a leitura e a escrita", declara Maria José, professora da escola.
Para a diretora Maria de Fátima Feitosa é bastante visível o entusiasmo das crianças logo no primeiro dia do curso. “Os alunos demonstram interesse em participar, sempre fazem perguntas e ficam abismados com os versos feitos de forma repentina. Essa atitude revela o quanto o conteúdo a ser trabalhado em sala de aula precisa ter significado e está bem próximo da realidade dos alunos, o que é notável no cordel”, afirma Maria de Fátima.
No encerramento, que acontece dia 17, será realizada apresentação de cordel com os repentistas profissionais e leitura de trabalhos feitos pelos alunos, como os versos com quadra, sextilha, para toda a comunidade.

Fonte: Site 24 Horas Piauí

Um comentário:

  1. Amo cordel e daqui, Rio de Janeiro, também proporciono, a medida do possível, Oficinas de Cordel em determinadas escolas que se habilitam a compartilhar com seus alunos momentos de prazer e aprendizado, despertando o prazer pela leitura e escrita. Em geral, são escolas que desenvolvem projetos específicos sobre a literatura.

    Parabéns ao SESC e a Escola Municipal Elias Ximenes do Prado Júnior!

    ResponderExcluir