CORDEL PARAÍBA


Publicamos neste espaço/Do poeta renomado/Ao escritor não famoso,

Do doutor ao não letrado./Verso seja rico ou pobre,/Aqui todo mundo é nobre/E seu respeito é sagrado.

Cordelista iniciante/Não fique desanimado/Caso tenha seu poema/Por algum deus desdenhado./Todo e qualquer aprendiz/Tem o direito motriz/De compor verso quebrado.

Bem-vindos, peguem carona/Na cadência do cordel,/Cujo dono conhecemos:/Não é nenhum coronel./O cordel pertence ao povo

/Do velho a sair no novo/Saboreiam deste mel.
(Manoel Belizario)

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

LITERATURA DE CORDEL É IMPLANTADA NAS ESCOLAS MUNICIPAIS – JOÃO PESSOA PB

A Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), através da Secretaria de Educação e Cultura (SEDEC), continua incentivando os professores da rede a utilizar a literatura em cordel na sala de aula, buscando aproximar o estudante de uma cultura regional. Atualmente o projeto se desenvolve em 36 unidades de ensino, com a participação de professores de português e artes, que estimulam a apreciação da leitura dos folhetos e a criação da arte da xilogravura.

A iniciativa partiu do vereador Zezinho Botafogo através da Lei nº 11.654/2009 que AUTORIZA O PODER EXECUTIVO O INCENTIVO DA LITERATURA DE CORDEL NAS ESCOLAS DA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DA CIDADE DE JOÃO PESSOA. A presente propositura visa incentivar a difusão da literatura de cordel nas Escolas da Rede Municipal de Ensino, como forma de apropriação da cultura popular e de sistematização dos conhecimentos. A lei contempla as escolas onde por intermédio de professores, serão desenvolvidas oficinas temáticas com alunos, apresentações artísticas, realização de concursos com premiação das melhores produções. Incentivar a literatura de cordel é proporcionar as escolas municipais mais uma maneira de sistematização do conhecimento trabalhado em sala de aula.

Fonte: www.zezinhobotafogo.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário