CORDEL PARAÍBA


Publicamos neste espaço/Do poeta renomado/Ao escritor não famoso,

Do doutor ao não letrado./Verso seja rico ou pobre,/Aqui todo mundo é nobre/E seu respeito é sagrado.

Cordelista iniciante/Não fique desanimado/Caso tenha seu poema/Por algum deus desdenhado./Todo e qualquer aprendiz/Tem o direito motriz/De compor verso quebrado.

Bem-vindos, peguem carona/Na cadência do cordel,/Cujo dono conhecemos:/Não é nenhum coronel./O cordel pertence ao povo

/Do velho a sair no novo/Saboreiam deste mel.
(Manoel Belizario)

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

Campus Paulistana realiza oficina de xilogravura – Teresina - PI

A atividade integra o o projeto “Literatura de Cordel: Um Resgate das Tradições Populares”.

O campus Paulistana do Instituto Federal do Piauí realizou, no dia 24 de agosto, uma oficina de Xilogravura, ministrada pela  professora de Artes Elenilce Soares Mourão, na biblioteca da instituição.

A oficina contou com a participação de alunos dos Cursos Técnicos Integrados ao Médio em Mineração e Informática, e as peças produzidas compõem um painel que está exposto no mural do Hall de Entrada. “Aprender a técnica de xilogravura foi fascinante, porque o novo é sempre um ingrediente a mais a nossa aprendizagem”, falou Carla Ediane, participante da atividade.

Esta ação integra o projeto “Literatura de Cordel: Um Resgate das Tradições Populares”, idealizado pela bibliotecária Ana Úrsula Farias Pereira, que está sendo executado durante este segundo semestre. Outra atividade, prevista para o mês de outubro, será a realização de um Concurso de Cordel entre as turmas do Médio/Integrado.

Para a bibliotecária Ana Úrsula, as atividades de leitura, escrita e arte visual favorecem o processo de letramento dos alunos, contribuindo à formação do senso crítico e à autonomia intelectual.

 

 

Reproduzido de:www.ifpi.edu.br

Um comentário:

  1. Muito interessante esse projeto. A literatura de cordel realmente muito contribui para a formação intelectual dos alunos em formação.

    ResponderExcluir