CORDEL PARAÍBA


Publicamos neste espaço/Do poeta renomado/Ao escritor não famoso,

Do doutor ao não letrado./Verso seja rico ou pobre,/Aqui todo mundo é nobre/E seu respeito é sagrado.

Cordelista iniciante/Não fique desanimado/Caso tenha seu poema/Por algum deus desdenhado./Todo e qualquer aprendiz/Tem o direito motriz/De compor verso quebrado.

Bem-vindos, peguem carona/Na cadência do cordel,/Cujo dono conhecemos:/Não é nenhum coronel./O cordel pertence ao povo

/Do velho a sair no novo/Saboreiam deste mel.
(Manoel Belizario)

domingo, 9 de março de 2014

Por que trabalhar literatura de cordel na Escola?

Por Gracita no blog gracitacordel.blogspot.com.br


A literatura de cordel é uma ferramenta excepcional para desenvolver na garotada o comportamento leitor, pois, a poesia de cordel é um instrumento capaz de estimular o hábito de leitura, já que os aprendizes estão em fase de construção dessas habilidades. Além disso, as características do cordel costumam encantar as crianças, sendo a principal delas a musicalidade das rimas. A literatura de cordel apresenta uma linguagem bem simples aproximando-se do cotiano dos alunos, por isso, corrobora para a compreensão do enredo proposto pelo cordelista, tendo em vista que o seu uso em sala de aula está direcionado à leitores iniciantes em fase de desenvolvimento das habilidades e competências de leitura e escrita. O trabalho com poesia de cordel favorece a melhoria da fala, já que os textos são embasados na oralidade além de elencarem fatos do cotidiano, por isso,oportunizam o acúmulo de conhecimentos culturais que irão dar suporte aos pequenos aprendizes para a construção do seu conhecimento e fomentar elementos que serão a base para que eles possam criar seus próprios poemas de cordel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário