CORDEL PARAÍBA


Publicamos neste espaço/Do poeta renomado/Ao escritor não famoso,

Do doutor ao não letrado./Verso seja rico ou pobre,/Aqui todo mundo é nobre/E seu respeito é sagrado.

Cordelista iniciante/Não fique desanimado/Caso tenha seu poema/Por algum deus desdenhado./Todo e qualquer aprendiz/Tem o direito motriz/De compor verso quebrado.

Bem-vindos, peguem carona/Na cadência do cordel,/Cujo dono conhecemos:/Não é nenhum coronel./O cordel pertence ao povo

/Do velho a sair no novo/Saboreiam deste mel.
(Manoel Belizario)

sábado, 7 de julho de 2012

EXPOSIÇÃO DE XILOGRAVURA E LITERATURA DE CORDEL – ESC. CEF 01 DA ESTRUTURAL – BRASÍLIA (DF)

Fonte: Blog CEF 01 Estrutural
A Exposição de Xilogravura e Literatura de Cordel trouxe à escola a alegria da cultura popular nordestina.

No descontraído ambiente de uma feira, a comunidade escolar teve acesso, entre os dias 25 e 29 de junho, a um universo diferente daquele que está acostumada.

Os alunos percorreram esse ambiente de feira e tiveram a oportunidade de aumentar os seus conhecimentos acerca de uma cultura genuinamente brasileira.

Neste intuito, as CEF 01 da Estrutural juntamente com a Coordenadora Luana Marques promoveram uma Oficina de Feitura dos Cordéis.

Nenhum comentário:

Postar um comentário