CORDEL PARAÍBA


Publicamos neste espaço/Do poeta renomado/Ao escritor não famoso,

Do doutor ao não letrado./Verso seja rico ou pobre,/Aqui todo mundo é nobre/E seu respeito é sagrado.

Cordelista iniciante/Não fique desanimado/Caso tenha seu poema/Por algum deus desdenhado./Todo e qualquer aprendiz/Tem o direito motriz/De compor verso quebrado.

Bem-vindos, peguem carona/Na cadência do cordel,/Cujo dono conhecemos:/Não é nenhum coronel./O cordel pertence ao povo

/Do velho a sair no novo/Saboreiam deste mel.
(Manoel Belizario)

terça-feira, 21 de setembro de 2010

RELANÇAMENTO DA WEB RÁDIO

Caros amigos, a nossa Web Rádio ficou desativada por um tempo por falta de recursos. Como ainda não podemos colocá-la no ar nos moldes almejados, relançamos a mesma num modelo simples. Todos os dias postaremos novas canções. Serão priorizadas cantorias e músicas cujas nuances perpassem as características da literatura de cordel e a poesia popular em geral. Para ouvir siga o link http://www.lognplay.com/index.asp?pg=r&c=6058

Nenhum comentário:

Postar um comentário