CORDEL PARAÍBA


Publicamos neste espaço/Do poeta renomado/Ao escritor não famoso,

Do doutor ao não letrado./Verso seja rico ou pobre,/Aqui todo mundo é nobre/E seu respeito é sagrado.

Cordelista iniciante/Não fique desanimado/Caso tenha seu poema/Por algum deus desdenhado./Todo e qualquer aprendiz/Tem o direito motriz/De compor verso quebrado.

Bem-vindos, peguem carona/Na cadência do cordel,/Cujo dono conhecemos:/Não é nenhum coronel./O cordel pertence ao povo

/Do velho a sair no novo/Saboreiam deste mel.
(Manoel Belizario)

sábado, 10 de julho de 2010

REUNIÃO NO CÉU SOBRE A COPA DO MUNDO

VERSO I

 

Antes da copa do mundo
Houve um congresso no céu
Para decidir quem era
Que levaria o troféu.
Foi um anjo que contou
Tudo a este Manoel.

O primeiro a falar
Ali foi São Benedito
Que Disse: quem deverá
Levar o troféu predito
É alguém da bela nação
Negra. Ouçam o meu grito.

A África do Sul merece
Porque é acolhedora
Esbanja alegria e charme
Que a tornam merecedora.
É grande tributo à África
No passado, sofredora.

Vós que estais aqui presente
Minha razão não engana.
Que  vença qualquer nação
Desde que seja africana
Ficarei muito feliz
Se em primeiro for Gana.

Manoel Messias Belizario Neto

(continua) 

Fonte Imagem

http://globoesporte.globo.com/Esportes/foto/0,,15951738-EX,00.jpg

Nenhum comentário:

Postar um comentário