CORDEL PARAÍBA


Publicamos neste espaço/Do poeta renomado/Ao escritor não famoso,

Do doutor ao não letrado./Verso seja rico ou pobre,/Aqui todo mundo é nobre/E seu respeito é sagrado.

Cordelista iniciante/Não fique desanimado/Caso tenha seu poema/Por algum deus desdenhado./Todo e qualquer aprendiz/Tem o direito motriz/De compor verso quebrado.

Bem-vindos, peguem carona/Na cadência do cordel,/Cujo dono conhecemos:/Não é nenhum coronel./O cordel pertence ao povo

/Do velho a sair no novo/Saboreiam deste mel.
(Manoel Belizario)

sábado, 3 de dezembro de 2011

Docente da UEPB é convidada a participar de um projeto da Biblioteca do Congresso Americano

A professora do curso de Arquivologia e diretora da Biblioteca Central da Universidade Estadual da Paraíba, Manuela Eugênio Maia, foi convidada para atuar em um projeto da Biblioteca do Congresso Americano, localizada em Washington, Estados Unidos.

O convite é para que a professora da UEPB seja membro da Equipe do Projeto de arquivamento da Literatura Brasileira de Cordel Online, cujo principal papel é selecionar sites e blogs para arquivamento e fornecer informações de contato com os proprietários dos sites.

De acordo com a professora Manuela, a colaboração da mesma nessa iniciativa deverá ocorrer à distância, por meio de teleconferências, Internet e telefone. A docente destaca a importância deste convite no sentido de reforçar a presença da UEPB no cenário internacional e demonstra o reconhecimento ao trabalho desenvolvido na área de cordéis.

“É a consolidação de um trabalho que estamos desenvolvendo há mais de cinco anos e que tem contado com o apoio da instituição, com investimentos que devem prosseguir, pois hoje já somos referência nesta área, que é o ‘carro-chefe’ de nossa biblioteca”, analisa a professora Manuela.

Recentemente, a professora Manuela Maia participou do fórum “Preserving the Past & Embracing the Future: Cordel in an e-World”, evento que ocorreu nos Estados Unidos e reuniu pesquisadores de renome americanos e de outros países, para discutir acerca da literatura de cordel. Na ocasião, a docente estabeleceu diálogos com representantes da Biblioteca do Congresso Americano, instituição cultural mais antiga dos EUA com um acervo de mais de 32 milhões de livros, que ficaram interessados em conhecer o processo de registro no banco de dados do acervo de cordéis da UEPB.


A Biblioteca Átila Almeida

Com um trabalho voltado à preservação da cultura regional e memória do povo paraibano e nordestino, a Universidade Estadual da Paraíba tem se destacado em todo país e no âmbito internacional através do setor de cordéis da Instituição, com um acervo considerado um dos maiores do mundo neste tipo de publicação.

Adquirida pelo Governo do Estado em 2003 e posteriormente doada à UEPB, a Biblioteca que pertenceu ao professor Átila Almeida também é detentora da maior coleção de cordel da América. Assim, a Biblioteca Átila Almeida configura-se como uma valiosa opção aos pesquisadores e interessados em consultar obras raríssimas, cordéis, periódicos e jornais. Todos os volumes integravam a coleção do professor Átila, que nutria verdadeira paixão pela literatura popular.

Desde 2004, a UEPB passou a ter total responsabilidade pelo material, com sua guarda, conservação e manutenção. Em meio aos volumes doados, foram encontradas caixas com documentos pessoais de Átila Almeida, que no futuro serão disponibilizados para possíveis pesquisas.Ao todo o acervo de córdéis da biblioteca é composto por mais de 10 mil títulos, dentre eles, a obra do músico, cordelista e rabequeiro Beto Brito “Bazófias de um cantador pai dégua: o maior cordel do mundo”, com 384 páginas.

A lista completa com os nomes dos títulos catalogados pela Átila Almeida está disponível no portal http://biblioteca.uepb.edu.br/ . Ao clicar no link “Biblioteca de Cordéis” e, logo em seguida, em “Acervo”, o usuário poderá ter acesso tanto a Lista de Títulos como a Lista de Autores do Acervo de Cordel.

Juliana Marques

Reproduzido de: biblioteca.uepb.edu.br

Imagem: somosnoeis.blogspot.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário