CORDEL PARAÍBA


Publicamos neste espaço/Do poeta renomado/Ao escritor não famoso,

Do doutor ao não letrado./Verso seja rico ou pobre,/Aqui todo mundo é nobre/E seu respeito é sagrado.

Cordelista iniciante/Não fique desanimado/Caso tenha seu poema/Por algum deus desdenhado./Todo e qualquer aprendiz/Tem o direito motriz/De compor verso quebrado.

Bem-vindos, peguem carona/Na cadência do cordel,/Cujo dono conhecemos:/Não é nenhum coronel./O cordel pertence ao povo

/Do velho a sair no novo/Saboreiam deste mel.
(Manoel Belizario)

quinta-feira, 10 de junho de 2010

RECORDANDO O AGUIAR: MINHA TERRA NATAL

Do Aguiar me recordo10891764[1]
Muito da Rua do Rio.                 
Brincávamos nas caieiras
Em todo o tempo de estio
De polícia e de bandido.
Quando lembro até sorrio
.
 

     

 

http1.bp.blogspot.com_tkLPkU1_0TYSIs942_c1RIAAAAAAAABqUCjESNkM7ZvAs400AV%C3%93S.gif

 

Em Aguiar me recordo
Do meu avô Zé Parente
Que me acolheu em seu lar
Me ajudando a ser gente.
Deus o tenha em sua luz
Celestial permanente.

 

OgAAANhRdfMLmd6jttGrmuQUqyGRXqncmPrutdZDgzwbZ3vZ49upj4Ife58xrLykwxTPObG5OOxuw7-UI2y8rFGyK78Am1T1UKr1WSUO2GGNetS9dBGgbOgumZhR[1]

 

Em Aguiar me recordo
Da Igreja e da pracinha.
Os casais de namorado
Se agarrando à noitinha.
A gente girando nela
Querendo uma paquerinha. 

 

OgAAABxuhtCHoHftwpvUbupQR6qXg08K-G9Q3PDbI7miYf2hv0-ox6NtWftQZQL2fMXG370MZNafdSYfIko2AxRSez8Am1T1ULJjwHrRRsA1h7CfdBf_290B-wVO[1]Em Aguiar não me esqueço 
Da bela Igreja Matriz.
Ali  perto de Deus Pai
Posso dizer ‘fui feliz’
Nas graças do padroeiro
E de São Francisco de Assis.

 

 

Do Aguiar me recordo OgAAADLZtBUpoVz-SEuuuLm6Pjf_7clEsafkUrNCMPdo702l2pF1iePUkaMfrzPOFVMoLAHRx6_yFkkiYnnXF87VUxwAm1T1UAvf2c0uaPW3b8Od8VFyXSxMPO1N[1]
Das festas de São João.
Na Laje fogueira acesa.
Gente soltando rojão
Tomando fogueira alheia
Numa imensa diversão.

 

OgAAAEpoYUSrhVfcKNcfuTyoQZ2acj0JUepVBzjmsfVARhUKUvT5qJz4W94LxNS8ssOjbwQ1xcTJ-8koxOjQwdA_n88Am1T1UNwau8MZomhzGi-lNRO6Gf360cyP[1] 

Do Aguiar me recordo
Bem do Bernardino Bento
Que proporcionou a mim
Alguns melhores momentos
De minha vida escolar
Bons amigos fiz por lá.
Bebi do saber sedento.

 

Do Aguiar me recordo 
Também do Lídia Cabral http2.bp.blogspot.com_RbVbhg7RGdcSdv4O9vhr4IAAAAAAAAAAMmN7DHj2QxIks320ESCOLA%2520BEMVINDO%5B1%5D.jpg
Onde cursei o ensino
Médio e foi tão legal!
Com o ensino de lá
Passei no vestibular
E vim para a capital.

 

 

 

httpwww.overmundo.com.bruploadsbancomultiplas1256780008_sertao.jpgO Aguiar traz à tona
Diversas recordações.
Principalmente das brenhas,
Córregos e ribeirões..
A caatinga ressequida.
A veste pura e bendita 
Que revestem os sertões.

 

 httpwww.ferias.tur.bradmincidades4849g_p_aguiar.jpg

Aguiar terra bendita 
Onde nasci e cresci:
Como faz a maioria
Um dia também parti.
Às vezes vem nostalgia,
A saudade contagia,
Porém não me arrependi. 

 

httpwww.jonatasrodrigo.comwp-contentuploads200912Sert%C3%A3o3.jpg 

 Aguiar Terra bendita
Tão bonita de se ver,
Mas como todo o sertão
Ruim para pobre viver.
A seca, a necessidade,
A pouca oportunidade
Me afastou de você.

Porém tudo o que vivi 
Fica sempre na memória.
Cravado no coração.
Faz parte da minha história.
A qual perpassa meu ser
Seja na queda ou na glória.

Cópia de Cópia de AGUIAR 1 

Autor: Manoel Messias Belizario Neto

Fonte imagens: Google imagens, Google Maps e Orkut dos amigos Leninha e Damião Alfredo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário