CORDEL PARAÍBA


Publicamos neste espaço/Do poeta renomado/Ao escritor não famoso,

Do doutor ao não letrado./Verso seja rico ou pobre,/Aqui todo mundo é nobre/E seu respeito é sagrado.

Cordelista iniciante/Não fique desanimado/Caso tenha seu poema/Por algum deus desdenhado./Todo e qualquer aprendiz/Tem o direito motriz/De compor verso quebrado.

Bem-vindos, peguem carona/Na cadência do cordel,/Cujo dono conhecemos:/Não é nenhum coronel./O cordel pertence ao povo

/Do velho a sair no novo/Saboreiam deste mel.
(Manoel Belizario)

segunda-feira, 7 de maio de 2012

Da Literatura de Cordel à Arte da Xilogravura – Rio de Janeiro/RJ

Arte de Xilogravura

Extraído de Congregação de Nossa Senhora - Notre Dame

Dando continuidade ao Projeto de Leitura da Rede Notre Dame – Lendo e escrevendo na escola: uma atitude necessária e sustentável, O Rei do Baião “invadiu” as turmas do 8° ano!

A cultura nordestina chegou aos estudantes pela literatura e pela música popular brasileira, tendo a obra O Auto da Compadecida como inspiração inicial que levou os alunos à criação de um texto em cordel abordando do centenário de Luiz Gonzaga ao universo criado na obra de Ariano Suassuna.

A arte da xilogravura é a técnica de criação e impressão de gravuras a qual se utiliza da madeira como matriz e possibilita a reprodução da imagem gravada sobre papel. É um processo muito parecido com um carimbo.

Na sala de projeção, imagens sobre a origem, a história e as características da Arte da Xilogravura e da Literatura de Cordel aguçaram a percepção de um Brasil diferente. “A xilogravura é uma das artes que mais fascina nesse mundo mágico da Literatura de Cordel. Ela dá vida à madeira e retrata, em seus desenhos e criações, formas e sonhos” , afirma a professora de artes, Débora de Castro.

 
Literatura de Cordel

  
Literatura de Cordel
 
Literatura de Cordel
Literatura de Cordel
Literatura de Cordel
Literatura de Cordel
Literatura de Cordel
Arte de Xilogravura 
Arte de Xilogravura
Arte de Xilogravura
Arte da Xilogravura
Arte da Xilogravura
Arte da Xilogravura
Arte da Xilogravura 

Nenhum comentário:

Postar um comentário