CORDEL PARAÍBA


Publicamos neste espaço/Do poeta renomado/Ao escritor não famoso,

Do doutor ao não letrado./Verso seja rico ou pobre,/Aqui todo mundo é nobre/E seu respeito é sagrado.

Cordelista iniciante/Não fique desanimado/Caso tenha seu poema/Por algum deus desdenhado./Todo e qualquer aprendiz/Tem o direito motriz/De compor verso quebrado.

Bem-vindos, peguem carona/Na cadência do cordel,/Cujo dono conhecemos:/Não é nenhum coronel./O cordel pertence ao povo

/Do velho a sair no novo/Saboreiam deste mel.
(Manoel Belizario)

quarta-feira, 29 de junho de 2011

I Sarau Literário homenageia Literatura de Cordel – Teresina - PI

Fonte: procampus.com.br

Uma noite especial voltada a valorização da leitura. Assim foi o “I Sarau Literário”, que aconteceu ontem, terça-feira, (14), no auditório prof. Clementino Siqueira. O evento objetivou concretizar as ações desenvolvidas pela Academia Juvenil de Letras do Pro Campus (AJULE), além de resgatar conteúdos estudados no semestre. Na ocasião, o jornalista Zózimo Tavares proferiu uma palestra sobre Cordel e apresentou o documentário “Pé na França: Cantadores na terra dos trovadores”. Logo após, os alunos do 6º ao 8º ano do Ensino Fundamental do Colégio Pro Campus Júnior participaram de um concurso de cordel. Cerca de 250 pessoas prestigiaram O “I Sarau Literário”.

O evento contou com a presença do cordelista e jornalista Pedro Costa e do artista Dílson Tavares, ex-aluno da escola que apresentou a imitação de Patativa do Assaré (um poeta popular, compositor, cantor e improvisador brasileiro). Esteve presente também Clara Mello, escritora, que destacou à importância da escola no incentivo a literatura. “Com certeza esses projetos potencializam o aprendizado, pois a leitura é um elemento importante na formação dos valores sociais e culturais”, revela a jovem escritora.

De acordo com o jornalista Zózimo Tavares, esses eventos reforçam o compromisso com a cultura. “É muito importante perceber que os alunos estão conhecendo mais o Cordel, essa expressão cultural tão presente em nosso cotidiano. Isso tudo incentivado pela Academia Juvenil de Letras (AJULE), que destaca a partir da leitura um mundo novo aos educandos”, destaca o jornalista.

 

Para Samara Santiago, coordenadora pedagógica, esse foi um momento especial. “Nesse encontro, somamos conhecimentos, apreendemos novas informações e, acima de tudo, valorizamos as atividades desenvolvidas pelos alunos do 6º ao 8º ano do Ensino Fundamental, bem como, a participação do 9º ano do Ensino Fundamental e Ensino Médio”, observa a coordenadora.

Segundo Matheus Orany e Leonardo Emanuel, alunos do 7º ano “B” e vencedores do concurso de cordel, esse foi um momento ímpar. “Com a leitura, melhoramos o nosso vocabulário e interpretação, além disso, o cordel faz parte da nossa realidade, nossa região”, finalizam.

O Grupo Educacional Pro Campus acredita que um dos papéis da escola é promover espaços sociais e disponibilizar tempo para o desenvolvimento de projetos que deem significado a valorização da educação e de todos que dela participam.

Nenhum comentário:

Postar um comentário